Sobre a Acia Amapá

A ACIA 72 ANOS - foi fundada em 24 de julho de 1945, pouco tempo depois da instalação do Território Federal do Amapá, em 13 de setembro de 1943.

Constituída como sociedade civil de direto privado, a Associação Comercial e Industrial do Amapá é a mais antiga organização de sociedade amapaense, representativa dos interesses das categorias econômicas do comércio, da indústria e dos serviços, em atividade permanente.

Sendo o Território Federal, por suas características próprias, uma unidade federada marcada pelo autoritarismo estatal e pela presença preponderante do poder público nas atividades econômicas, a Acia desempenhou papel fundamental na construção dos ideais da iniciativa privada no Amapá, tendo sido, durante muito tempo, o único fórum de debates independente a estimular as discussões sobre os princípios da livre iniciativa e da economia de mercado.

Atenta à peculiar situação geográfica do Amapá, fisicamente isolado do resto do Brasil, a Acia dedicou especial atenção às discussões dos assuntos pertinentes à navegação fluvial, com o objetivo de facilitar as relações comerciais com o país e o exterior, e à construção das estradas de rodagem, para a integração intrarregional.

O pioneirismo da Acia também se manifesta no patrocínio da criação de todas as entidades de expressão, sindicais ou associativas, representantes de segmentos específicos do comércio, da indústria e dos serviços: foi a matriz de onde surgiram a Câmara de Dirigentes Lojistas de Macapá - CDL, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amapá - Fecomércio/AP, Federação das Indústrias do Estado do Amapá – Fieap, Associação Amapaense dos Supermercados - AMAPS, Associação dos Distribuidores e Atacadista do Estado do Amapá - ADAAP e Associação dos Importadores do Amapá.

Outra demonstração de compromisso com o desenvolvimento econômico do Território e depois do Estado do Amapá, e do prestigio angariado junto às autoridades do poder público e da representação política, foi a luta exitosa para a criação e instalação de duas instituições públicas, pilares de sustentação das atividades econômicas do Amapá: a Junta Comercial, em 1973, e a Área de Livre Comércio de Macapá e Santana - ALCMS, em 1991. Não por coincidência, as instalações da Acia serviram de sede, tanto para Junta Comercial, como para a Suframa, autarquia que administra a ALCMS, nos seus primeiros anos de funcionamento.

Hoje, a Acia continua sendo referência obrigatória quando o assunto é o desenvolvimento econômico do Amapá. A diversificação da matriz econômica obrigou a especialização na representação das novas e diversificadas categorias econômicas. No entanto, isso em nada alterou o papel da Acia na interlocução entre o poder público e os setores produtivos do Estado e, nesses, entre os vários segmentos que os compõem. Mantém-se, assim, na atualidade, como a mais importante entidade de representação das categorias econômicas amapaenses, resguardando, ao mesmo tempo, sua importância histórica originária.

Brevemente, a entidade receberá da Construtora ICON os pavimentos térreo, primeiro e o décimo sexto do magnífico edifício da ACIA, situado na Av. Fab com General Rondon. A nossa expectativa é grande, pois será um dos marcos principais da história da entidade de quase sete décadas.

A Associação Comercial e Industrial do Amapá reconhece o grandioso trabalho feito pelos presidentes e diretores que nos antecederam, agradecendo aos mesmos, todo o empenho que tiveram para que hoje tenhamos a certeza do recebimento da nova sede da ACIA.

Visitas nesta página